Entrevista – Divide: “O público brasileiro é incrível!”

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
Última atualização: 20 de julho de 2017 - 15:51:43

Por Anna Tuttoilmondo
Revisão: Willian Jhonnes
Imagens: Divide

Da esquerda para a direita: Nils, Moritz e Duniel. Foto por Pia Heibach

O Divide é um lembrete do que amamos no metal: peso, atitude e simplicidade. Vindos de Kiel, capital e maior cidade do estado de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha, eles estão há quase 10 anos na ativa. Influenciados por grandes nomes do metal extremo como Vader, Carcass e Bolt Thrower, o duo formado por Duniel Ellington (vocal e guitarra) e Moritz Paulsen (bateria), tem um álbum lançado (o fantástico “Messiah Of Mutilation”, de 2013) e muitas histórias para contar.

Integrando o cast do mundialmente famoso Summer Breeze em 2013, o duo recentemente esteve no Brasil para sua primeira turnê latino americana, ao lado dos brasileiros do Woslom. Após a turnê, batemos um papo com Paulsen e Ellington que nos contaram um pouco da história da banda, como foi sua primeira passagem em solo brasileiro e os planos para o futuro. Confira!

Artemis: Para quem ainda não conhece a banda, vocês podem nos contar um pouco da história dela?
Divide: Nós somos uma banda de Death Metal de Kiel, norte da Alemanha, e estamos na ativa desde 2009. Lançamos 3 álbuns por conta própria e não temos planos de parar!

Artemis: Essa foi a primeira vez que vocês estiveram no Brasil. Como foi essa experiência e como vocês perceberam a recepção do público brasileiro?
Divide: O público brasileiro é incrível! Eles vão à loucura, mesmo que nós sejamos apenas uma banda desconhecida da Alemanha. Também pudemos perceber que o público se interessa verdadeiramente pela banda e pela música, pois conversamos com várias pessoas antes e depois dos shows! Conhecemos muitos novos amigos e esperamos voltar ao Brasil em algum momento no futuro.

Artemis: Como vocês se prepararam para essa turnê?

Divide: Na verdade, tivemos bem poucos ensaios antes da turnê pois Nils, o baixista que nos acompanhou, não mora em Kiel. Para essa viagem, nós não precisamos de muitos preparativos pois os caras do Woslom e o Rafa da Restless Booking cuidaram de quase tudo! Foi realmente uma sorte viajar com eles. Nos sentimos como uma família.

Artemis: Essa foi a segunda vez que vocês saíram em turnê com a banda Woslom. Como se deu o contato entre vocês?
Divide: Aconteceu quando o Woslom excursionou pela Europa em 2014. Nós organizamos um dos shows aqui em nossa cidade natal e os convidamos novamente em 2015. Os caras são incríveis e uma grande banda, então decidimos fazer juntos uma pequena turnê pela Rússia.

Artemis: Falando um pouco sobre a turnê brasileira, vocês trouxeram um novo baixista, o Nils. Como foi o processo de seleção para escolhê-lo e como vocês avaliam o desempenho dele?
Divide: Nós apenas verificamos com uns amigos se algum deles conhecia alguém que a gente pudesse levar conosco. Bem, o pré-requisito era que o candidato deveria estar disponível para toda a turnê e estar preparado pra viajar bastante. E o Nils estava! Estamos felizes por ele ter decidido ir conosco, pois ele teve um tempo realmente muito curto para aprender as músicas e, mesmo assim, ele teve uma performance incrível.

Artemis: E ele é um membro oficial da banda?
Divide: Nós decidimos continuar o Divide como um duo. Nils sempre será convidado para tocar nos shows conosco enquanto estiver livre.

Artemis: Já se passaram quatro anos desde que o álbum “Messiah of Mutilation” foi lançado. Vocês estão trabalhando em um novo álbum?
Divide: Nós, definitivamente, temos planos de lançar um novo material e já estamos escrevendo novas músicas. Também estamos no caminho para promover algumas mudanças em nossa sonoridade, com músicas mais rápidas e influências de Thrash Metal.

Artemis: Voltando um pouco no tempo, vocês tocaram no Summer Breeze em 2013. Vocês podem nos contar como foi essa experiência e como foi o processo de seleção pro festival?
Divide: O Summer Breeze foi uma experiência memorável. O palco é gigantesco e nós não acreditávamos que tinha tanta gente pra nos ver tocar. Nós fomos eleitos pro lineup do festival primeiramente por um júri e, depois, por uma votação na internet. Esse foi um dos nossos shows mais curtos, mas muito intenso e com um público enorme!

Artemis: Vocês tiveram muitas mudanças na banda nos últimos anos, incluindo uma reformulação quase completa na formação. Como vocês se sentem em relação ao futuro?
Divide: Na verdade, nós dois somos parte dos membros originais do Divide, então não estamos trocando os membros da banda desta forma. Nós acreditamos que continuar com apenas dois membros é a escolha certa. Somos muito flexíveis no que se refere aos shows e, também, nós dois conseguimos colocar nossas ideias nas novas músicas sem fazer muitos compromissos.

Artemis: Deixem uma mensagem para os leitores da Artemis Rock News.
Divide: Continuem apoiando o metal como vocês fazem e continuem indo aos shows. Muito obrigado por dar às bandas pequenas o crédito que elas merecem!